Mastocitoma cutâneo canino: estudo de 45 casos Academic Article uri icon

abstract

  • Quarenta e cinco mastocitomas cutâneos caninos foram graduados histologicamente com o uso de hematoxilina-eosina. Foram empregados os métodos azul de toluidina e região organizadora nucleolar argirofílica (AgNOR) para, respectivamente, evidenciar os grânulos citoplasmáticos e avaliar o índice de proliferação celular. Diversas características histológicas foram observadas, como distribuição das células na pele, tamanho, forma, aspecto de citoplasma e núcleo, quantidade de estroma, presença de eosinófilos e alterações associadas. Com base nessas caracteríscas, 37,8% dos mastocitomas foram classificados como grau I, 51,1% como grau II e 11,1% como grau III. A média geral de AgNOR nos mastocitomas foi de 1,9 (1,2 a 4,3) e as médias para os graus I, II e III foram, respectivamente, de 1,5, 1,85 e 3,25. A técnica de AgNOR mostrou ser de fácil execução, custo acessível e confiável como meio auxiliar para estimar um prognóstico mais objetivo para os mastocitomas.

author list (cited authors)

  • Rech, R. R., Graça, D. L., Kommers, G. D., Sallis, E., Raffi, M. B., & Garmatz, S. L.

publication date

  • January 1, 2004 11:11 AM